domingo, 30 de março de 2008

O fim de um fim-de-semana ;))

 
O dia acordou com cara de chuva, é verdade… e parece que pretende morrer com cara de chuva. Ao longo das primeiras horas da manhã (4, 5, 6, 7h) senti passar no meu relógio de cama as nuvens de um céu cinzento. O sol começou a sair e a minha casa acordou uma hora atrasada.... esporádicas chuvas foram caindo durante a tarde, mas o sol decidiu brilhar como nunca antes. Não é novidade nenhuma, aos poucos já avizinhamos uma primavera em copa. Hoje foi um domingo em que comi de tudo… desde o arroz que deixei passar por andar na conversa com a minha mãe até as encantadoras natas que fui comer a Barcelos (na Pérola). Comi duas natas fresquinhas e um pingo directo bem carregadinho… uhmm. Nada melhor para concluir um fim de semana desta maneira ;)) Mas isto não acabou por aqui… depois, aproveitando que o tempo parecia estar do meu lado, fui dar um passeio por Barcelos. Lá no centro do campo da feira, uma concertina e um par de cavaquinhos concentrou inúmeras pessoas à volta e deu lugar à uma dança entre velhotes e velhotas. Cânticos que não me soaram desconhecidos foram colorindo aquele momento de passagem pelo centro de Barcelos. O tempo esgotou e o frio começou a invadir os meus ossos, foi assim como o passeio acabou… ao chegar a Braga, reparei-me com os Bracarenses procurando estacionamento para um Jogo de Futebol. Desde o meu apartamento vivi a euforia de um povo claramente futebolista (lol).... este foi o fim de um fim-de-semana... :))

sábado, 29 de março de 2008

Uma questão de educação..


Actualmente, tenho à minha frente um claro exemplo das práticas parentais actuais. Há uns dias atrás falava com a minha mãe: “a educação de antes era melhor do que a educação actual”. Quando falávamos disto nos referíamos à educação que os pais de hoje em dia tentam dar aos seus filhos. Lembrei-me logo do carácter da minha mãe e a rigidez do meu pai nos tempos da escola. Dos olhares fulminantes da minha mãe para eu me comportar como tinha que ser, pois “existiam regras que deviam cumprir-se dentro e fora de casa”. Hoje em dia um pai faz isto e o mínimo que pode acontecer é que o filho deixe em ridículo ao pai, rindo-se e mostrando a todos a “cara de macaco” que tem. Olhando para os tempos que correm, os pais de hoje em dia não conseguem controlar aos filhos, alegam: “são crianças, não se podem controlar…”. Na minha opinião não se trata de controlar, trata-se essencialmente de educar! Que criança poderá ter a noção do que é melhor para ela? Os pais certamente têm que dar orientação. Há crianças que hoje em dia são capazes de bater na mãe ou no pai, simplesmente, por falta de carácter por parte dos mesmos. Ter carácter e mostra-lo não é sinonimo de bater, muitas vezes estes dois conceitos não são discriminados correctamente. A verdade é que há crianças que com apenas 12 anos de idade já pensam que podem fazer o que lhes apetece (no mau sentido da palavra). Há adolescentes que seguem um caminho torto e o lema dos pais é: “não quero criar um homossexual na minha família”. Há pais que pensam que os filhos têm que aprender pela sua própria experiência. Mas nem por isso dão orientação necessária para prevenir as fraudes dos filhos. Há que pensar bem nesta situação porque aquilo que os pais não sabem é que os adolescentes aprendem na rua o que nunca lhe foi ensinado em casa. Se pensam que arrojar o filho à rua é a melhor opção para não criar um homossexual (“um mariquita” – como eles próprios dizem) estão enganados. À volta de qualquer rua podemos encontrar exactamente isso e mil outras coisas diferentes. Se estas crianças não tiverem a orientação e as bases para poder distinguir o que é bom e o que é mau, o que é que querem para elas e o que não…. o resto é só arrependimentos por parte dos pais!! “Eu não sei porque este filho meu me saiu tão mal-educado”… digam-me uma coisa, o que é que faz um adolescente de 15 anos na rua às 5h da manhã?!? Se um adolescente esta reprovado, o que é que faz quando vai a escola? O que é que faz um adolescente encerrado no seu quarto horas a fio sem nenhum contacto com a família? Porque os pais autorizam todas as saídas deste adolescente? Porque não criam limites? Porque não mostram carácter? Porque não educam aos seus filhos?!? Porque esperaram chegar a esta situação? Há coisas que se podem prevenir com um investimento desde os primeiros anos de vida. A adolescência é uma etapa de especial autonomia e diferenciação do “eu”, mas e os pais o que é que fazem para contribuir na adaptação do adolescente? Será esta uma forma eficaz de educar? Afinal o que é que pretendem criar? Em fim, há coisas que me deixam sem palavras e tão revoltada….

quinta-feira, 27 de março de 2008

O sorriso de uma criança...

Hoje enquanto decidia que cereais comprar, tentando seduzir o meu paladar com um possível novo sabor do Special K de chocolate, vi uma criança brincando no supermercado… Uma criança sozinha com caracóis no cabelo e um vestidinho e sapatos vermelhos, uma criança que no carrinho das compras, naquele minúsculo espaço, simplesmente, tentava brincar com um pacote de bolachas, tentava “fazer de contas”, limitava-se a ser ela e um pacote de bolachas… Esta rudimentaria activou lembranças da minha infância, àqueles sapatos de charola e àqueles típicos vestidinhos com um laço enorme contornando a minha cintura, àquelas meias de nylon da mesma cor e lacinhos…. A verdade é que aquela criança mostrou-me um sorriso tão ingénuo que não consegui resistir em lhe corresponder com um sorriso daqueles que nos fazem piscar os olhos, aqueles que nos dão gosto de dar, aqueles que simplesmente saem… aquele sorriso e apenas aquele sorriso de cumplicidade assomou-me a um ângulo tão singular da vida que propiciou instantaneamente que aquela criança estendesse a sua mão e continuasse a rir genuinamente.

Um bom Chá de Menta...

Estamos quase à entrada de uma primavera e está um frio atroz…. Um frio que me faz aumentar o meu consumo de chá. Verdade seja dita na minha casa nunca faltou nem faltará o chá. Ainda me lembro dos chás da minha avó, aqueles chás ajeitados com tanto carinho que me anestesiavam antes de ir dormir. Todos sabemos que um bom chá ou também 茶 em chinês consiste numa infusão de folhas ou botões da planta Camellia sinensis, geralmente preparada com água quente. Contudo, a palavra chá (茶) é também usada popularmente para referenciar qualquer infusão de fruto ou erva, mesmo não contendo folhas de chá, como, por exemplo, o chá de camomila, gengibre, cidreira, limão, valeriana, dente de leão, tomilho, erva doce, hortelã etc. Ultimamente o meu chá preferido tem sido o chá de menta… aquele chá característico de Marrocos. Para aqueles que não gostam de chás, aconselho que bebam um bom chá de menta. Não se vão arrepender. Em Marrocos bebe-se muito chá, muito mesmo... Lá costuma-se beber 3 tipos de chás: chá verde com menta, chá de menta ou chá verde. O chá só com menta é muito usual no Norte de Marrocos, o chá verde com menta é geral por todo o país e o chá verde simples é usado muito no Sul. O chá em Marrocos normalmente é carregado com açúcar, muito e em quantidades exageradas. Eu particularmente não gosto desses chás sobrecarregados de açúcar. Deixo-vos uma dica: em vez de açúcar tirem um bocadinho de mel… adoro!!! ;))
Há quem diga que preparar um chá é só juntar chá verde com água a ferver, açúcar e menta fresca, pois é… que novidade! Contudo, os espertos em chá aconselham o seguinte:
“… despeje água quente na quantidade de chá que quer fazer, mexa durante 5 segundos e deite a água fora. Repare a cor da água… Cinzenta?! Pois pense como realmente isso iria alterar o sabor…. repita este passo mais uma vez e não abuse do tempo em que a água fica em contacto com o chá para não começar a cozer a planta…”
Resumindo, devemos então:
1- ferver água;
2- limpar o chá;
Nota: passo muito importante, uma vez que a sujidade do chá quando vai a ferver deixa um sabor diferente se essas mesmas folhas estiverem minimamente limpas.
3- juntar a agua no bule com o chá;
4- quebrar folhas de menta fresca e pôr dentro do bule;
5- adoçar ao gosto. Mexer bem.
Nota: experimentem adoçar com mel.
E já estamos prontos para beber um bom chá de menta!! ;))