quinta-feira, 31 de julho de 2008

Silêncio e Sinceridade...

Por vezes penso que a nossa vida deveria ser suficientemente equilibrada como para comportar a actividade e o descanso, o movimento e o silêncio. Agora penso e sinto saudades dos silêncios. O silêncio é uma fase natural na vida de qualquer um. Tal vez uns vivem em silêncios permanentes, tal vez outros apenas durante alguns minutos. Mas todos em algum momento do nosso dia vivemos em silêncio. Todos nos queixamos que não temos tempo e é verdade... por vezes as circunstâncias tendem a ser complexas, aceleradas, absorventes. Mas também é verdade que existe quem tenha medo ao silêncio, à solidão, ao vazio.. por ter medo fogem dele. Acabam os seus deveres do dia e constroem outros deveres novos.. outras coisas para se distraírem, para se divertirem, para descansar (supostamente). Tudo porque no fundo têm medo do vazio, da solidão, do silêncio.

Deixemos a um lado este medo.. o que é que procuramos? No silêncio podemos descobrir-nos, podemos descobrir o nosso lado mais sensível, puro, assertivo. Podemos deixar que a nossa imaginação alcance lugares extraordinários.. Será que podemos ser capazes de ser um pouco mais naturais? Um pouco mais sinceros? Se desejamos uma coisa não a dissimulemos, não usemos camuflagens, não procuremos mais do que é necessário, não procuremos outras coisas quando na verdade temos tudo que é preciso, não aparentemos legitimidade na nossa afirmação pessoal, não satisfaçamos os nossos pequenos egoísmos. Se temos medo do silêncio, simplesmente não o disfarcemos..
JUST ENJOY THE SILENCE...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!