domingo, 17 de agosto de 2008

Ice feelings



Há dias em que não precisamos ouvir nada mais! Hoje foi um deles.. a tormenta acalma e volta aparecer quando menos espero. Os pensamentos dormidos e anestesiados com um antídoto quase perfeito parecem já não suportar a dose. É novamente na tendência de um precipício e de picos pontiagudos que decide voltar o mais frio e inquietante reflexo de sempre. Como azeite e agua num copo transparente, como café marcado numa chávena, como açúcar sem sabor, como limão com toque de sal, como relógio em sentido contrário, como flor sem raiz, como água congelada e papel em pedaços. Como sentidos que se perdem e não encontram lugar quente nas imediatas percepções. Sentidos sem orientação. Sentidos com goteiras de água. O dia acaba com a humilde sensação de gesso pulverizado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!