sábado, 18 de outubro de 2008

Um comportamento em dívida de extinção...

 
As vezes sentir coisas que não conseguimos expressar não é completamente um sinal negativo. Alguma vez tens estado nessa situação?!? Alguma vez tens estado com as ideias na cabeça mas com dificuldades em manifesta-las como queres que se manifestem? Meus amigos, sentir e ficar bloqueados não é obstáculo! Podemos encontrar formas diversas para expressar aquilo que pensamos e sentimos. Não tenho dúvidas.. Por vezes encontramos formas mais organizadas, mais giras, bonitas e até originais; isso não retira o verdadeiro valor/significado daquilo que desejamos expressar. Sabemos que isso não resolve o problema/dificuldade de expressar verbalmente o que sentimos ou pensamos. Sabemos isso, mas também sabemos que devemos procurar formas alternativas só com o intuito de conseguir a sua futura expressão verbal. O problema mais delicado deste assunto é que até conseguimos expressar o que desejamos mas chega um ponto em que vemos o ponto de partida dessa dificuldade. Não conseguimos expressar "isto" ou "aquilo" porque necessitamos expressar da melhor maneira possível (dizer as palavras certas, no seu lugar correcto e, tal vez, pensamos que as virgulas e os pontos são todos importantes…); não conseguimos porque aquilo que queremos expressar tem um elevado impacto na nossa vida - não conseguimos porque aquilo que nos causa uma enorme activação emocional psico-fisiológica é precisamente expressar "isto" ou "aquilo". Não conseguimos e então preferimos bloquear... Preferimos procurar um mecanismo que à luz de muitos não seria o mais correcto; um mecanismo que acontece automaticamente; um mecanismo já generalizado há imenso tempo; um mecanismo aprendido e que foi o mais adaptado para dada altura. E agora?!?! Agora começa a não fazer sentido.. Um momento e uma circunstância, tudo leva a tudo... Agora é um mecanismo que quer acabar mas que não consegue, um mecanismo que sabe o que quer e se esquece constantemente do que não quer. Seria tudo mais simples se nunca tivesse sido uma alternativa, seria tudo mais simples se o que agora é evidente não tivesse desfechos do tempo..

4 comentários:

  1. Eu aprendi que bloquear coisas que temos dificuldade em expressar é mau. É algo que devemos ultrapassar pois não nos traz vantagem nenhuma, pelo contrário, apenas complica o nosso dia-a-dia de 1001 maneiras diferentes.Podemos aprender a exteriorizar directamente (partilhando com alguém por exemplo), como podemos também arranjar maneiras alternativas para expressar aquilo que temos dificuldade em expressar. Isso já é com cada um. O importante é encontrar uma maneira de pôr tudo cá para fora, de não o guardar dentro de nós e deixar acumular. Foi isso que aprendi...Há sentimentos que não devem ser acumulados e por muito que nos custe às vezes expressar,é preciso ultrapassar os receios e aprender a fazê-lo.
    beijinhos, bom fim de semana!!

    ResponderEliminar
  2. Não sei.. é extranho, penso que bloquear em determinadas alturas e procurar formas alternativas para expresar o que sentes ou pensas nem sempre é mau Zlati. Até porque ganhas outra flexibilidade para depois expressar seja o que for. As vezes os bloqueios são apenas temporais e a verdadeira questão se coloca quando bloqueias quase automaticamente tudo e não sai absolutamente nada ou paradoxalmente sabes que há algo a dizer/expressar mas não consegues faze-lo ou ainda consegues faze-lo com determinadas pessoas e não com outras. Muitas vezes até consegues fazer um exercicio escrito e expressas tudo mas não consegues falar sobre o assunto. Como é que explicas isto? Seja como for, sei que expressar é uma componente importante e que existem variadísimas formas de o fazer (seja escrita, falada, cantada, pintada, etc, etc..) Podes ter a certeza que muitas vezes nem sequer se trata de ter receios de expressar mas sim da própria dificuldade de o fazer.. Em fim, mais uma vez a questão se coloca no veiculo utilizado para expressar e não na própria expressão de pensamentos e sentimentos em si. Nesta questão a predisposição e o treino para o fazer é algo muito importante. Com alguma paciencia tudo se torna mais tolerável e possível de se fazer.
    Bom fim de semana para ti também! beijo grande**

    ResponderEliminar
  3. Pois..não sei..Isso é capaz de ser daquelas coisas que variam muito de pessoa para pessoa. Comigo bloquear nunca funcionou bem. Alías..funcionou..mas apenas para tornar as coisas ainda piores e mais complicadas à longo prazo.Às vezes pensei para mim, ah..deixa estar, agora ainda não é o momento, isto com o tempo vai ao sítio..ou..daqui a algum tempo já serei capaz de falar sobre isso. Mas não, quanto mais tempo passa mais difícil se torna e as coisas ganham ainda maior dimensão.Nada se resolve sozinho.E no início é mesmo assim - tu tentas falar e não sai absolutamente nada - estás completamente em branco. No dia a seguir tentas novamente e aí já dizes 1 palavra. Uma semana mais tarde já consegues dizer uma frase inteira antes de voltar a ficar novamente em branco. E talvez alguns meses mais tarde já consegues expressar a totalidade. Nada disso sai espontaneamente. Mas com trabalho sai, essa é a boa notícia:)
    fica bem,beijinhos***

    ResponderEliminar

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!