sábado, 13 de dezembro de 2008

A desesperar...


Há preparações para exames que custam o dobro daquilo que nós pensamos.. o custo da resposta desejada vai muito acima daquilo que por natureza podemos dar. Noites a estudar, pensamento sempre constante nas linhas sublinhadas a cores dos meus apontamentos. Linhas curtas, frases longas, interpretações profundas... pormenores que entram e facilmente saem da minha cabeça. Algumas coisas básicas facilmente compreensíveis, outras nem por isso. Pergunto-me se o Psicólogo na vida real precisa de ter tanto na sua cabeça para ser um bom psicólogo? Questiono-me e ponho em causa o ensino.. questiono-me e ponho em causa as verdadeiras grelhas que devem guiar as competências de um bom psicólogo. Matérias com mais de 300 folhas para estudar, mais de 3 cores para sublinhar, mais do que uma rede neuronal a funcionar... e mesmo assim resulta extremamente agitador acompanhar o raciocínio dos meus apontamentos. Lentidão no processamento de informação.. Uma célebre frase da professora/psicóloga perante as dificuldades de uma paciente que não conseguia concentrar-se no seu estudo: "Deixe de estudar! Se não consegue estudar, deixe de estudar!!!". Encontro-me neste ponto da percepção das minhas futuras competências enquanto psicologa. Foi precisamente isso o que acabei de fazer.. deixei de estudar para pensar que afinal de contas será melhor ideia voltar a estudar!

4 comentários:

  1. Ahahaha...eu fiz o mesmo, deixei de estudar para (supostamente) descansar um pouco e voltar a pegar nas coisas com mais vontade. Mas neste momento só me resta o sentimento de culpa pelas horas em que descansei e não estudei. Vai ser mais uma noite inteira para compensar as horas de descanso, mas enfim...Vida de estudante é assim mesmo;) Beijo e não desesperes, temos sempre o recurso!!:P***

    ResponderEliminar
  2. Eiii.. nem me digas nada! Sinto-me mesmo desmotivada para estas duas cadeiras.. Nem sequer é por causa da materia, eu até gosto bastante de estudar isto!! Os conteúdos volumétricos são assustadoras e acabo por pensar que por milésima vez não vou estar perante um exame de conhecimentos mas antes de memorização... isso é o mais frustrante de tudo!! Precisava de mais uns dias para poder pôr tudo em caixinhas na minha cabeça. Em fim.. não há de ser nada. Temos que conseguir nem que seja no recurso :) beijosss**

    ResponderEliminar
  3. Acredito que este pensamento " deixei de estudar para pensar que afinal de contas será melhor ideia voltar a estudar!" serve não só para estudar, mas para muita coisa na vida. Deixe de fazer uma coisa e pode acabar querendo voltar a fazê-la. Sei lá, meio filosófico, né?

    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. Olá! :) Sim, é algo filosófico.
    A verdade é que quando deixamos de fazer uma coisa é quando muitas vezes nos damos conta do quão importante é investir na tarefa que estavamos a fazer.. Acredito que existam muitas situações na nossa vida em que isso acontece.
    Obrigada pelo teu comentário!
    Volta sempre :)
    bjs*

    ResponderEliminar

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!