segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

A dor...

É difícil encontrar alguém que não tenha sentido alguma vez na sua vida dor? Todas a pessoas que conheço, que se cruzaram e que ainda se cruzam comigo ao longo da minha vida, são pessoas que de alguma maneira ou outra têm sentido sofrimento em determinadas etapas da sua vida. O mais surpreendente é que muitas vezes são elas que, sem ter conhecimento, engendram e alimentam dentro de si próprias esse sofrimento. DOR, uma vivência à flor da pele que nos incapacita e não deixa que a nossa vida vá bem... DOR, um intuito permanente que não nos deixa ver que existe outra maneira diferente de viver... DOR, um estado que por natureza não é mais do que um processo psicológico que faz com que a nossa realidade não possa ser vista diferente. 

Só quero dizer-vos que há momentos em que sentimos que estamos preparados para andar um passo à frente no conhecimento da nossa própria dor - isto não tem mal nenhum.. mesmo aquela dor que não percebemos muito bem porque existe, é natural que queiramos deixá-la brotar e libertar. 

Se sentem dor, façam alguma coisa com ela mas

não a deixem acumular - não adianta de nada

2 comentários:

  1. Sou exactamente da mesma opinião que tu! O nosso primeiro reflexo é evitar a dor, evitar o mal-estar, mas isso não resolve o problema. Apenas adia o problema. Eu que o diga..Adiar durante anos pode ser muito, muito mau para nós - muito pior do que enfrentar a dor, passar o tempo necessário a sofrer, e depois "deixar ir". É quase como o processo de luto. Há muitos lutos não resolvidos por aí que depois só dão origem a outros problemas.

    Às vezes temos que aceitar a dor e vivê-la durante algum tempo, é preferível. Afinal é por isso mesmo que somos humanos. Excelente tema!

    beijos***

    ResponderEliminar
  2. Tens toda a razão.. não adianta mesmo! beijinhos***

    ResponderEliminar

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!