terça-feira, 25 de maio de 2010


A minha casa encheu-se de um dia para outro com a presença das minhas irmãs. É altura para pôr a conversa em dia e falar de tudo aquilo que não se pode falar ao telefone. Por mais que o destino se aferra em separar-nos, cada vez estamos mais juntas que nunca! Estou fascinada com a nossa forma particular de estar, de viver e relacionar-nos.. Somos três criaturas diferentes, todas com as suas próprias características de personalidade. Uma delas mais seria, formal e com um sentido de humor irónico; a outra completamente brincalhona, com frases de dupla-conotação e um sentido de humor que me ultrapassa até a mim própria... E eu... eu estou aí no meio das duas tentando como sempre equilibrar os dois extremos. Nunca tinha pensado nisto desta maneira, mas pensando bem damo-nos tão lindamente precisamente por causa disso, respeitamos-nos em cada decisão que tomamos, vivemos intensamente a nossa própria forma de ser, nos apoiamos incondicionalmente e somos as mulheres mais simples e sinceras que não esquecem as suas origens nem muito menos a sua própria natureza humana. Vivemos o que somos sem medos nem prejuízos. 

Quem não nos conhece pode perfeitamente acreditar
que somos mulheres sem parafusos na cabeça,
mas acreditem que vivemos felizes dessa maneira...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!