sábado, 26 de junho de 2010

Frutas #2


Uma fruta que por causa da sua polpa é refrescante. A cereja (Prunus avium) é uma espécie cultivada da cereja silvestre que uma vez ou outra é descoberta nos bosques e que antigamente se dava em quase toda a Europa, até na Noruega, com abundância. Parece que procede do Cáucaso, onde ainda existe no estado selvagem. Quanto às propriedades que contêm e suas possibilidades de aproveitamento, os espertos asseguram que actuam como a maior parte das rosáceas, nas vias gastro-intestinais e nos seus órgãos anexos, a glândula hepática e o pâncreas. Como os morangos, também as cerejas são ricas em glicose (12 %), o que lhes dá um bom índice de saciedade. A ginja tem o mesmo conteúdo de glicose, mas, além disso, também tem ácido orgânico (0,9%) que lhe condicionam o sabor. Estes ácidos vegetais actuam como depuradores no metabolismo e como elementos anti-bacterianos, desinfectantes e fomentadores das secreções e da digestão. O conteúdo elevado de minerais (0,7%) converte a cereja num meio dietético de primeira ordem. Consegue anular graves deficiências na nutrição pelo excessivo consumo de farinha branca, açúcar refinado, carne e especiarias. 

Por isto tudo, comam cerejas...
 I just love it :) 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!