segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Curiosidades#13


Eu já não me lembro…. Como é que se chama aquele filme em que sai aquele actor famoso que é espectacular? Sim, aquele que tem o cabelo curto, é alto e saiu muitas vezes com aquela actriz maravilhosa que se chama… que saiu numa obra de teatro muito famosa. Sabes qual é que eu digo? Se já tens ou estas perto dos 30 anos é provável que isto já te tenha acontecido. São pequenos esquecimentos: como é que se chama aquele rapaz? a que horas era aquele encontro, às 17h ou 17h30? Eiii.. como é que me tinham dito que isto funcionava? As minhas chaves, onde é que as deixei? Em que piso é que estacionei o carro? Mas nada melhor quando dizemos: ROUBARAM-ME o carro!!!!!!! - isto sem dar-nos conta que saímos pela porta errada do centro comercial.
Isto tudo é familiar para ti? Não te preocupes, ainda há esperanças... as pessoas erroneamente relacionam a idade à falta de memória. Contudo, os neuro-científicos têm comprovado que a perda de memória à curto prazo não se deve à idade ou ao facto dos neurónios não se reproduzirem, mas sim à redução do número de conexões entre neurónios. Isto tudo tem uma simples explicação.... tal como os músculos se atrofiam pela falta de exercício físico, os neurónios também se atrofiam se não se conectam frequentemente e a habilidade do cérebro para armazenar nova informação reduz-se. É verdade que há vitaminas e medicinas que aumentam a transmissão sináptica e fortalecem a memória. No entanto..... nada como fazer que o nosso próprio cérebro fabrique o seu próprio alimento (neurotrofinas). Provavelmente penses, eu leio, trabalho, faço exercício e mil e uma coisas durante o dia, assim que a minha memória deveria estar muito estimulada. A verdade é que a vida da maioria de nós ocorre dentro de uma série de rotinas. Pensa no teu dia ou semana habitual: que tão diferente é a tua rotina de manhã? As actividades rotineiras são inconscientes e fazem com que o cérebro funcione automaticamente, requerendo assim de um mínimo de energia. As experiências passam pelas mesmas vias neuronais previamente formadas e não há produção de neurotrofinas. Alguns conselhos que podem ajudar substancialmente aos nossos neurónios na produção de neurotrofinas pode ser fazer alguma das seguintes coisas:
  1. Tenta, pelo menos uma vez por semana, tomar banho com os olhos fechados. Só com o tacto, localiza o sabonete, ajusta a temperatura, o shampoo, o creme etc. Vais ver como as tuas mãos vão-se aperceber de texturas que nunca antes tinham sentido.
  2. Utiliza a mão não dominante. Come, escreve, abre as pastas, escova os dentes, etc. com a mão que mais te custa utilizar.
  3.   em voz alta, assim podes activar circuitos diferentes que não usas ao ler em silêncio.
  4. Cambia as tuas rotinas, toma diferentes caminhos para ir ao trabalho ou para casa. 

2 comentários:

  1. interesante... algunas ya las pongo en practica... otras las ire colocar en la orden del dia :) excelente ;)

    ResponderEliminar
  2. Lo sé, algunas de estas cosas tu ya las pones en práctica.. es para continuar haciendolo :) tqm

    ResponderEliminar

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!