terça-feira, 1 de março de 2011

Uma descoberta...


Numa relação há por vezes quem prefira ignorar o que outra pessoa diz ou inclusive há quem seja capaz de a mandar calar na sua própria cara com um "cala-te redondo". Detesto ambas as posturas e quem me conhece sabe perfeitamente que considero a comunicação das coisas mais importantes numa relação, pois sem ela nada faz sentido. Há dias em que nós podemos facilmente deduzir o que irá ser dito pelo outro, quer seja porque já conhecemos a sua rotina, quer seja porque são coisas típicas que costumam ser ditas diariamente. A verdade é que descobri uma forma de o "silenciar" sem eu própria ter-me apercebido do assunto. Não é aquele "cala-te redondo" que vos falei há pouco, trata-se de um cala-te silencioso, subtil, improvisado e capaz de fazer do momento algo especial. Sou das pessoas que gosta de olhar aos olhos enquanto me falam sem qualquer excepção. 

Admiro-te quando falas; contemplo os teus olhos, a tua forma como pronuncias cada palavra, como expressas as situações do teu dia-a-dia e compreendo cada frase com as suas virgulas, pontos, pontos e aparte e pontos suspensivos... mas.... 

hoje descobri que um beijo pode ser a forma mais subtil de silenciar um momento 
e fazer dele um momento verdadeiramente especial. 

2 comentários:

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!