segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Não consigo ser diferente...


... sinceramente, não sou das pessoas que esta pendente da vida dos outros. Vivo a minha vidinha como melhor eu posso e incluso quando há um bicho de sete cabeças à minha frente, procuro simplificar, manter a calma, ver alternativas para resolver o assunto e não fico a espera de que ninguém me resolva seja o que for. Sou assim, ponto final. E muito honestamente não vejo mal nenhum em ser assim, por natureza, uma pessoa mexida - que luta até mais não poder alcançar os seus objectivos. Mas há dias em que deparamos-nos  com pessoas que não lidam muito bem com este espírito e até parece que não lhes agrada, mas isso é o que menos me interessa. O pior de tudo nem é mostrar desagrado com a nossa maneira de ser, mas sim começar a dar-nos conselhos como se fossem mestres ou doutores, julgando tal vez que vamos fazer tudo o que eles querem. Definitivamente, enganaram-se de pessoa, porque comigo não é assim como funcionam as coisas. Eu serei capaz de seguir conselhos, sim senhor... mas sempre que com alguma lógica subjacente ou sempre que meu instinto me diga que é esse o caminho a seguir. Porque gosto de olhar com clareza para tudo o que me acontece e sem precipitações decidir o melhor. Sou assim... 
Resumindo, depois de ouvir, falar e até discutir... fiquei por fora de tudo durante 3 minutos, sendo suficiente para olhar genuinamente a vida destas pessoas e perceber que existem indivíduos neste mundo que gostam de dirigir orquestras sem perceber nadinha de música...  


Sem comentários:

Enviar um comentário

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!