quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Amar... uma acção que nos faz tão bem a todos...

photo credit: Pensiero via photopin cc


... amar é das coisas mais maravilhosas deste mundo e ninguém vai-me fazer mudar de ideias. Com o passar do tempo tenho compreendido que amar é uma acção humana imprescindível a nossa própria sobrevivência. Já imaginaram este mundo sem amar? Ou no pior dos casos sem ter alguém a quem amar? Amar com tudo o que temos e não temos também, com todas as letras deste verbo conjugado no seu estado infinito, é algo extraordinário. Muitas vezes não temos noção do significado que isto pode ter, mas acredito que um dia mais tarde ou mais cedo, todos acabamos por compreende-lo. Não somos imunes a uma verdade... a verdade de que passamos cada momento da nossa vida partilhando ternura, dedicação, tolerância, emoção, saudade, reciprocidade e tudo, tudo, com essa pessoa especial. É por isso que chega um momento nas nossas vidas em que acabamos por compreender que amar é um acto de distinção... um acto de nobreza associado a uma força interior. Amamos porque por natureza é algo de suprema importância, porque precisamos de cultivar o melhor que temos em nós em alguém e porque precisamos que esse outro alguém faça exactamente o mesmo connosco. Porque amar acaba por ser parte integrante daquilo que nós somos como seres humanos. E porque? Porque não vemos outra maneira de viver e ser complemente felizes; porque damos-nos conta que é nesse cultivar diário em que somos capazes de fazer coisas inimagináveis... que inventamos, crescemos, acordamos e construímos gestos que nos fazem pensar a nossa curta passagem por esta vida. 
Com jubilo atrevo-me afirmar que amar é das coisas só pode fazer-nos bem!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!