quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Apenas uma reflexão...

06-10-10 
 photo credit: Βethan via photopin cc

Sempre temos oportunidades nas nossas vidas... algumas são experiências boas, outras únicas e até algumas que não são nada boas. Ao longo da minha vida tenho compreendido que todas as oportunidades se apresentam de uma forma engraçada, pois todas elas levam-me a tomar decisões, umas mais difíceis, outras mais fáceis. Quase todas, por não dizer de forma absoluta que têm sido mesmo todas, levaram-me sempre a tomar ou deixar seja o que for. Nem mais nem menos... e como eu acredito que a nossa vida é feita em função das decisões que tomamos, daquilo que largamos e do que acolhemos, também acredito que para muitas pessoas possa resultar difícil largar coisas às quais estiveram pressas toda uma vida. Para mim fazer isso já faz parte da minha vida e apesar de saber/compreender o quão difícil pode resultar, simplesmente, para mim não faz sentido viver sempre atados a coisas que já não nos ajudam a crescer nem ser melhores pessoas. E por isso é que todos os dias largo e traço novos percursos e será assim (algo interminável) enquanto neste curto espaço de tempo cá assegure a minha vida. Independentemente do que decidamos em determinados momentos, haverá sempre situações que acabaram acontecendo sem que a nossa decisão nos tenha levado directamente nesse sentido? Não gosto nada da versão passiva da vida, de que tudo acontece porque tem mesmo que acontecer, de ficarmos aí parados a espera de que as coisas aconteçam... não gosto mesmo nada, até porque sou bastante pro-activa no meu dia-a-dia. A questão é que a nossa vida é feita por nós próprios, nós é que determinamos o que irá acontecer amanhã - até com o "não fazer nada" já estamos a criar algo bem diferente para nós. Isto não quer dizer que não acredite em Deus, acredito sim... acredito que temos uma historia escrita por ele, mas que cujo guião pode ser  alterado por nós próprios a qualquer altura. Por outras palavras, viver (em todo o sentido da palavra) é a nossa melhor forma de podermos alcançar o nosso nível de maturidade espiritual e confio puramente nisto porque a  pesar de todas as conjunturas negativas que algumas pessoas possam associar a este pensamento, elas são necessárias de acontecerem para podermos mudar e crescer. 


Sem comentários:

Enviar um comentário

Que pensas sobre isto? Desejas partilhar algo parecido? Concordas ou não?
Obrigada pela visita!